sábado, 19 de fevereiro de 2011

Nacional-Socialismo Alemão e Burguesia

"Os grandes negócios foram os que que ganharam mais. Empresas gigantes como Mannesmann, Krupp, Thyssen, Flick e Ig-Farben, e bancos importantes como o Deustche Bank, foram os principais beneficiários, enquanto uma variedade de consórcios, funcionários corruptos do Partido e um número incalculável de pequenos empreendimentos comerciais agarravam o que podiam. Pilares "arianos" do establishment, como médicos e advogados, também apreciavam as vantagens econômicas que podiam levar com a expulsão dos judeus de suas profissões. Cada grupo, agência ou individuo envolvido em levar adiante a radicalização da discriminação contra judeus tinha interesses próprios e uma pauta especifica. O que os unia e justificava era a visão de purificação racial e, em particular, de "um Alemanha livre de judeus", encarnada na pessoa do Fürher." - Ian Kershaw, Hitler




Nenhum comentário:

Postar um comentário