segunda-feira, 30 de julho de 2012

Por que governos vão a guerra?

(REALPOLITIK: Seguem alguns critérios que podemos utilizar para avaliar as motivações por que impulsionam cada Estado participante de um conflito, conforme expostos pelo general francês Antoine-Henri, o barão de Jomini)

CAPÍTULO I. O POLÍTICO (Statesmanship) EM SUA RELAÇÃO COM A GUERRA

Sob este título estão incluídas as considerações a partir das quais um estadista concluí se umaa guerra é adequada, oportuna, ou indispensável, e determina as várias operações necessárias para atingir o objetivo da guerra.

Um governo vai a guerra -

Para reclamar certos direitos ou para defendê-los

Para proteger e manter os grandes interesses do Estado, como o comércio, a manufatura ou a agricultura.

Para apoiar Estados vizinhos cuja existência é necessária para a segurança do governo ou a balança de poder.

Para cumprir obrigações ofensivas ou defensivas de alianças.

Para propagar teorias políticas ou religiosas, destruí-las ou defendê-las.

Para aumentar a influência e o poder do Estado através da aquisição de território.

Para defender a independência ameaçada do Estado.

Para vingar honra insultada, ou,

Para suprir uma mania de conquista.

(Barão Henri de Jomini [1779-1869] em The Art Of War, Project Gutemberg, 2004, pg. 14)

Nenhum comentário:

Postar um comentário